Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» Apresentaçao NunoCunha
Sab Jul 23, 2016 8:33 pm por NunoCunha

» Apresentação de Ze_Lagarto
Dom Nov 15, 2015 11:31 pm por Admin

» Apresentação LuisMoreira
Qui Out 16, 2014 8:46 pm por PIPAS

» Malaguti F12 Phantom
Qui Out 16, 2014 8:13 pm por luismoreira

» ATOM LEONLY
Qua Mar 12, 2014 1:52 pm por luisfilipex

» Imagem do dia
Dom Fev 02, 2014 8:51 pm por luisfilipex

» Apresentaçao claudioextreme
Qua Nov 20, 2013 11:23 pm por luisfilipex

» Vendo CDI..............................
Sex Nov 08, 2013 10:28 pm por PIPAS

» Apresentação Lucius.85
Sex Nov 08, 2013 10:04 pm por Admin

» Ajuda - Revisão Honda X8R
Sex Nov 08, 2013 9:26 pm por PIPAS

» Malucos para tudo
Dom Out 20, 2013 8:10 pm por luisfilipex

» De Scooter ao Greenfest
Sex Out 04, 2013 2:06 am por mariomcarvalho

Quem está conectado
2 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 2 Visitantes

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 62 em Sex Abr 01, 2016 4:22 pm
Custo Justo

Anúncios grátis

O vento e o motociclista

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O vento e o motociclista

Mensagem  PIPAS em Sab Maio 25, 2013 6:47 pm

O vento e o motociclista

O vento afecta a condução de qualquer veículo que circule na estrada. Uma vez que as motos têm apenas duas rodas, eventualmente três, pode-se dizer que é aos motociclistas que este causa maior transtorno, pois temos de lidar com o equilíbrio e manter a trajectória.

As motos “mais fechadas” sofrem maior impacto, enquanto que aquelas que têm menos proteções laterais deixam passar mais o vento, sendo o “impacto suavizado”.
O vento lateral é aquele que pode causar mais problemas, já que tem tendência a contrariar a direcção do movimento e, consecutivamente, à perda de equilíbrio, originando alguns sustos e eventuais acidentes.


O vento lateral torna-se ainda mais perigoso quando pretendemos curvar, já que estamos mais vulneráveis e uma rajada pode levar a susto maior e respectivo descontrolo do veículo.

As zonas mais afectadas pelo vento são em geral as mais abertas, como as pontes e as auto-estradas. Nas autoestradas devemos ter especial atenção quando saímos de zonas protegidas lateralmente, barreiras artificiais ou naturais, como colinas, e entramos em zonas “abertas” sem proteção lateral. Nestas situações devemos ir preparados para o “impacto” e corrigir a trajectória. Além disso não nos assustamos, o que é fundamental para tudo correr bem. Na cidade o efeito do vento é mais reduzido, já que os edifícios funcionam como barreiras protectoras do vento.
Em dias de vento extremo recomenda-se não sair de moto, uma vez que há um aumento generalizado das situações de perigo. Em Portugal estas situações extremas ocorrem excepcionalmente. Nos outros casos de vento “não excepcionalmente forte”, há que ter em consideração todas as precauções para nos deslocarmos em segurança, tais como escolher o trajecto o mais abrigado possível, conduzir com atenção redobrada, estar atento aos sinais que apontem para ventos fortes, como árvores ou mangas de vento. Estas precauções devem ser redobradas quando nos deslocamos acompanhados (com “pendura”).

fonte

http://www.andardemoto.pt
avatar
PIPAS

Mensagens : 29
Data de inscrição : 17/03/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum